Orientação psicológica para dependentes químicos e familiares

Publicado em jun 25, 2014

Orientação psicológica para dependentes químicos e familiares

Em uma pesquisa, oito milhões de brasileiros afirmaram que já consumiram maconha. A maioria tem menos de 18 anos. A dependência química transforma de uma hora para outra a vida de uma família e os pais precisam tanto de ajuda quanto os filhos.

Na maioria das vezes, é preciso que todos sejam submetidos ao tratamento para que pais e filhos voltem a falar a mesma língua.

Para muitos outros jovens brasileiros, o caminho é parecido. O segundo Levantamento Nacional de Álcool e Drogas, publicado no ano passado, mostrou que oito milhões de brasileiros já experimentaram maconha. A maioria, 62%, antes dos 18 anos. Desses oito milhões, 37% admitem que, hoje, são dependentes da droga e dois milhões de pessoas usam tanto maconha quanto cocaína.

Para começar o processo de reestruturação familiar é preciso que os pais observem seus comportamentos, e se necessário peçam ajuda.  Os pais de dependentes em tratamento devem ser pacientes, participar de terapias em grupos e acreditar na recuperação total.