Crack, vítimas e violência

Publicado em jun 25, 2014

Crack, vítimas e violência

Um dado curioso é que, diferentemente do que se poderia imaginar, não são as complicações de saúde pelo uso crônico do Crack, mas sim os homicídios relacionados à mesma, que se constituem a primeira causa de morte entre os usuários. Os óbitos são resultantes de desavenças diversas, em muitos dos casos, envolvendo ações policiais ou punições de traficantes pelo não-pagamento de dívidas contraídas nesse comércio. Outra causa importante são as doenças sexualmente transmissíveis, como o HIV, por conta do comportamento promíscuo gerado pela droga.

Estudos indicam que a porcentagem de usuários de crack vítimas de homicídio é significativamente elevada. O pesquisador Marcelo Ribeiro de Araújo acompanhou 131 dependentes de crack e concluiu que tais usuários correm risco de morte oito vezes maior que a população em geral. Segundo ele, cerca de 18,5% dos pacientes morreram após cinco anos. Destes, cerca de 60% morreram assassinados, 10% morreram de overdose e 30% em decorrência de AIDS.

A Clínica Nova Aurora (Clínica de Reabilitação e Tratamento para Dependentes Químicos ~ Álcool ~ Drogas) conta com uma equipe de funcionários que estimula o uso de modelos de comportamentos positivos no interior da comunidade. Dispomos de psiquiatra, psicólogo, personal trainer, filósofo, técnico em dependência química, monitores e coordenador, com larga experiência na área, além de enfermeiro de nível superior. Nossa Clínica de Reabilitação se encontra ao lado de Recife-PE à poucos minutos do Centro. Atendemos também dependentes químicos de João Pessoa – PB, Maceió – AL e Natal – RN. Entre em contato conosco!