O impacto social do crack

Publicado em jun 25, 2014

O impacto social do crack

O crack é usado hoje por pessoas de todas as classes sociais e faixas etárias, atingindo, por exemplo, executivos que o consomem em casa, nos finais de semana, de forma relativamente controlada. O perfil do usuário atual é mais amplo.

O comportamento tanto das pessoas dependentes de crack, quanto de pessoas que também consomem outras drogas afetam de maneira cruel o comportamento social. O crack, bem como o álcool e outras drogas provocam grandes impactos sociais e financeiros, porém o crack choca a sociedade e chama atenção porque seus usuários estão na rua, sendo destruídos pela droga.

O usuário de drogas é uma pessoa doente e que precisa de tratamento. O ideal seria que as políticas públicas para essa área seguissem a mesma linha do álcool, por exemplo. É a política de redução de danos, que foca seus esforços na relação que o usuário tem com a droga. O objetivo final é sempre a abstinência, que a pessoa pare de vez de usar o crack. Mas se hoje a pessoa fuma 20 pedras por semana e consegue passar a fumar 10 ou 5, isso já é bom. Juntamente com essa redução de danos, deve haver ações como reinserção no mercado de trabalho e na família, para que a pessoa consiga parar de usar a droga e voltar a ter vida normal. O usuário de crack precisa ser amparado de todas as formas e reintegrado à sociedade.